Os quatro Cavaleiros do Apocalipse

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse são as forças de Revelação divina descritas na Bíblia no capítulo seis do Livro do Apocalipse de São João. Os quatro cavaleiros são tradicionalmente chamados através dos símbolos que eles representam: Peste, Guerra, Fome e Morte; apenas Guerra e Morte, porém, são diretamente chamados na Bíblia.

Violência

Diz a Bíblia que ele virá e será seguido por muitos, o que remete a Zacarias 10:3-5, onde o profeta reúne seu "rebanho" e segue após ser "coroado", travando batalhas contra seus inimigos(pregando). Este cavaleiro faz pensar nos partos ("Feras da terra"), cuja arma característica era o arco, terror do mundo romano no século I (cf. Dt 7,22; Jr 15,2-4 e 50,17; Ez 34,28 e 9, 13-21)

"E eu vi, e eis um cavalo branco; e o que estava sentado nele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e ele saiu vencendo e para completar a sua vitória."

Apocalipse 6:2

Guerra

O Cavaleiro do Cavalo Vermelho, que tem uma Grande Espada, símbolo das guerras sangrentas. Acredita-se que o mesmo representa os flagelos, os meios pelos quais "Deus" castigaria e oprimiria os infiéis.

"E saiu outro, um cavalo cor de fogo; e ao que estava sentado nele foi concedido tirar da terra a paz, para que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada".

Apocalipse 6:4

Fome

O Cavaleiro do Cavalo Negro, carrega consigo uma Balança e traz com isso, segundo uns, a justiça (proteção aos justos), segundo outros (a maioria dos estudiosos) o colapso econômico e a fome, pois a balança seria símbolo dos alimentos racionados e dos preços exorbitantes.

"E eu vi, e eis um cavalo preto; e o que estava sentado nele tinha uma balança na mão. E eu ouvi uma voz como que no meio das quatro criaturas viventes dizer: “Um litro de trigo por um denário, e três litros de cevada por um denário; e não faças dano ao azeite de oliveira e ao vinho".

Apocalipse 6:6

 Morte

O Cavaleiro do Cavalo Baio (amarelo-esverdeado: a cor do cadáver que se decompõe), traz consigo a morte, a privação do plano terrestre, sendo ele o ultimo enviado por "Deus". A tradição popular perpetuou a idéia de que este último animal seria uma égua esquálida e não um cavalo. A citação do Inferno que a acompanha é, tradicionalmente, representada pelo Leviatã a engolir as vítimas, destinadas à morte eterna.

"Então ouvi a terceira Criatura:"Venha" e apareceu um cavalo baio,o nome do cavaleiro era Morte e o Inferno o seguia de perto".

Os cavaleiros e suas cavalgaduras

Os cavaleiros e seus cavalos, tal qual são descritos na Bíblia:

Cor do Cavalo
Simbolismo da cor
Cavaleiro
Poder
Simbolismo do Cavaleiro
Descrição original grega
Branco
falsa inocência/ paz disfarçada.
Porta um arco e uma coroa.
Conquistar.
Anticristo, o falso Cristo, a falsa religião.
ίππος λευκός (híppos leukós), o Cavalo Branco
Vermelho
O sangue derramado no campo de batalha.
Porta uma espada.
Traz a guerra.
Guerra, destruição
ίππος πυρρός (híppos pyrrós), o flamejante Cavalo vermelho
Preto
Escuridão, planícies desertas
Porta uma balança
Escassez de alimentos
Penúria, fome, trocas injustas
ίππος μέλας (híppos mélas), o Cavalo Negro
Baio
Pele esverdeada de um cadáver, Decomposição
Porta um tridente ou um alfanje
Destruir pela guerra, pela fome, pela peste, etc.
Morte
ίππος χλωρός, θάνατος (híppos khlōrós, thánatos), o Cavalo verde pálido, chamado Morte
 

NB : Mesmo que, muitas vezes, o cavaleiro branco seja interpretado como o Anticristo, o livro do Apocalipse não o nomeia como tal.
NB : Em grego, a palavra usada para descrever o cavalo baio é chloros.
Fonte: Wikipédia